Volta a Andaluzia

17-02-2017 18:49

Valverde recupera camisola vermelha por um segundo

O espanhol Alejandro Valverde, chefe de fila da Movistar, recuperou a camisola vermelha na Volta a Andaluzia.
Alejandro Valverde
Foto: JAVIER LIZON / EPA

Alejandro Valverde

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O espanhol Alejandro Valverde, chefe de fila da Movistar, recuperou a camisola vermelha na Volta a Andaluzia, que agora está 'segura' por um segundo apenas após a terceira etapa, um contrarrelógio de 12 quilómetros na região de Córboda.

Segundo na etapa, a um segundo do vencedor do dia, o belga da Lotto Victor Campenaerts (que correu em 14.55 minutos), Valverde superou o anterior camisola vermelha, o espanhol Alberto Contador (Trek-Segafredo), por cinco segundos, prolongando a luta pela vitória final para as etapas de sábado e domingo.

Praticamente plano e bastante curto, o 'crono' não provocou grandes diferenças, que foram mínimas entre os melhores ciclistas, nomeadamente os três mais em forma - Valverde, Contador e o francês Thibaut Pinot (FDJ), este a ceder oito segundos para Valverde.

No sábado, Valverde vai para a estrada na frente, mas tem Contador a um segundo e Pinot a seis. O holandês Wout Poels (Sky), em quarto, está a 21 segundos e já parece fora das contas para o pódio.

O único português em prova é André Cardoso, da Trek-Segafredo, que hoje fez um contrarrelógio muito 'discreto', no 107.º lugar, a 1.53 de Campenaerts.

Na classificação geral, desceu quatro lugares e está em 26.º, a 5.29 do camisola vermelha.

A penúltima etapa corre-se no sábado, com o pelotão a deslocar-se entre La Campana e Sevilha, na distância de 179,3 quilómetros. Com alguma montanha 'de terceira' a meio, é plana na parte final e será essencialmente um 'teste' à força das equipas na defesa dos seus líderes.

Conteúdo publicado por Sportinforma