Os Palancas Negras deverão apresentar um jogo coletivo, eficácia no ataque e correta interpretação do fio de jogo para vencer a seleção do Madagáscar, adversário considerado difícil, mas superável, pelo chefe de departamento provincial dos Desportos, Zeferino Menezes.

Ao perspetivar à Angop, o desafio da última eliminatória de acesso ao campeonato africano de futebol, reservado a jogadores de provas doméstica (CHAN), Quenia2018, Zeferino Menezes, recomenda ainda coesão defensiva para garantir o apuramento perante um oponente que eliminou a forte seleção moçambicana (2-2, 2-0).no computo das duas mãos.

Quanto ao jogo de domingo último, em que Angola derrota as lhas Maurícias por 3-2 (4-2 no agregado), o igualmente especialista em desportos coletivos, preferiu destacar a exibição de Geraldo, avançado do 1º de agosto, que, mesmo convocado a última da hora, conseguiu marcar um golo, assistiu Vá para o outro tento e ainda fez boa exibição.

O dirigente desportivo aconselhou a equipa técnica no sentido de conversar “muito” com os jogadores, incutindo-lhes a importância da responsabilidade que “carregar” as cores do país.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.