Os sauditas do Al Hilal conquistaram hoje pela terceira vez a Liga dos Campeões asiáticos de futebol, ao vencerem na segunda mão o Urawa Red Diamonds, no terreno dos japoneses, depois do triunfo por 1-0 em casa.

O Al Hilal, que foi treinado pelo português Jorge Jesus até janeiro último, igualou os sul-coreanos do Pohang Steeleres na lista dos clubes com mais títulos de campeão asiático, ao reeditar os feitos de 1992 e 2000, depois das derrotas nas finais de 1987, 1988, 2014 e 2017.

Al Dawsari, aos 75 minutos, e o francês Gomis, aos 90+3, marcaram os golos da formação saudita, que alinhou a tempo inteiro com o peruano Andre Carrillo, que já passou por Sporting e Benfica e tinha marcado o único golo na primeira mão, em 09 de novembro.

Com este triunfo, o Al Hilal, agora orientado pelo romeno Razvan Lucescu, sucedeu no historial da competição aos japoneses do Kashima Antlers e assegurou a presença no Mundial de Clubes, a disputar em dezembro, no Qatar, onde vai defrontar nos quartos de final os tunisinos do Espérance de Tunis, campeões africanos.

O vencedor deste embate vai disputar uma vaga na final da prova frente aos brasileiros do Flamengo, comandados por Jesus, que, no sábado, se sagraram campeões sul-americanos, ao conquistarem a Taça Libertadores, frente ao anterior vencedor, o River Plate.

O Liverpool, campeão europeu, vai enfrentar a outra meia-final, diante do vencedor da eliminatória que vai opor os mexicanos do Monterrey à equipa proveniente da primeira ronda, que coloca frente a frente os anfitriões do Al-Sadd e o Hienghène Sport, da Nova Caledónia, vencedores da ‘Champions’ da Oceânia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.