Portugal e Estados Unidos da América não foram além de um empate a 1-1 no segundo jogo de preparação da Seleção Nacional para o Mundial'2018. Fernando Santos promoveu a estreia de Ricardo Ferreira e de Gonçalo Paciência na equipa principal de Portugal, e os regressos de Beto e Antunes.

Num jogo disputado no Estádio Municipal de Leiria, o selecionador nacional de Portugal apresentou uma equipa com algumas alterações, mas com a mesma disposição tática de 4x3x3 que venceu a Arábia Saudita em Viseu. Com Beto na baliza, Portugal jogou com um quarteto defensivo constituído por Nélson Semedo, Ricardo Ferreira, Pepe e Antunes. No meio campo os titulares foram Danilo Pereira, Manuel Fernandes e Bruno Fernandes enquanto que na frente de ataque Gonçalo Guedes apresentou-se como a principal referência ofensiva com Bruma e Gelson Martins nas alas.

A seleção dos Estados Unidos da América não conseguiu o apuramento para o Mundial'2018 e perante o Campeão Europeu em título queria demonstrar que tinha qualidade para marcar presença na Rússia, e logo aos 2' minutos Sapong fez o primeiro remate à baliza de Beto.

O jogo decorria com algum ascendente dos norte-americanos e aos 10 minutos Fernando Santos foi obrigado a lançar Luís Neto para o lugar de Pepe. O defesa central do Besiktas lesionou-se e teve de sair do jogo.

Os EUA pareciam mais coesos e organizados na fase inicial do jogo e aos 21' minutos Beto foi chamado à ação com uma grande intervenção 'na cara' de Tyler Adams, que não conseguiu abrir o marcador.

No entanto, na jogada seguinte Portugal acabaria mesmo por sofrer um golo após uma dupla desatenção de Ricardo Ferreira. O central português fez um mau passe e permitiu a combinação entre McKennie e Acosta. McKennie entrou depois na área e tirou o central português da frente para fazer o 1-0.

Apesar do golo sofrido, Portugal procurou rapidamente reagir à desvantagem no marcador, e dez minutos depois do golo de McKennie um cruzamento de Antunes no lado direito permitiu o empate com um monumental 'frango' de Horvath. O guarda-redes norte-americano não conseguiu segurar a bola e esta acabou mesmo no fundo das redes depois de passar por entre as pernas de Horvath.

Na segunda parte, Portugal melhorou os índices exibicionais com a entrada de Gonçalo Paciência e João Mário para os lugares de Bruno Fernandes e Gelson Martins. Do lado dos EUA também houve alterações, nomeadamente a saída de Horvath para a entrada do guarda-redes Hamid.

Os bons indicadores da equipa portuguesa no arranque da etapa complementar não conseguiam alterar o marcador, e se não fosse Beto, em várias ocasiões, os EUA teriam mesmo conseguido voltar à vantagem.

Gonçalo Paciência entrou determinado em marcar na estreia e por diversas vezes tentou rematar à baliza de Hamid. O avançado do Vitória de Setúbal esteve perto do 2-1 quando aos 67' minutos atirou a bola à trave dos EUA.

Nos intantes finais, Portugal procurou de várias formas chegar ao golo, mas a 'muralha' defensiva dos EUA e alguma falta de objetividade dos jogadores lusos não permitiu o segundo tento português.

Este foi o último jogo da seleção nacional em 2017, numa fase em que já prepara a participação no Campeonato do Mundo da Rússia, tendo a receita do jogo, à semelhança do que aconteceu no Portugal-Arábia Saudita, revertido para as vítimas dos incêndios, que, recentemente, atingiram o país.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.