A Macedónia, com o ‘sportinguista’ Ristovski no onze, surpreendeu ao bater em casa a Noruega por 2-0, em jogo de futebol particular, enquanto a Espanha fez o que se esperava ao golear a Costa Rica, por 4-0.

A seleção macedónia jogou num esquema tático de 3x5x2, com Ristovski encostado ao flanco direito do ‘5’ do meio-campo, que lhe permitiu superiorizar-se ao adversário em várias fases do jogo e chegar aos golos no fim de cada uma das partes.

O veterano Goran Pandev, de 34 anos, que passou por grandes equipas do futebol italiano como a Lazio, o Nápoles e o Inter Milão, e alinha atualmente pelo Génova, onde é colega do internacional luso Miguel Veloso, inaugurou o marcador aos 43 minutos.

Na segunda parte, a Macedónia chegou ao segundo golo ao minuto 90, pelo avançado Kire Markoski.

A seleção espanhola, uma das mais fortes candidatas à conquista do Mundial2018, não sentiu dificuldades, como se esperava, para golear a congénere da Costa Rica, que não pôde contar com o jogador do Sporting, Bryan Ruiz, por se encontrar lesionado.

A história do jogo foi a dos golos, que começou aos seis minutos, quando o lateral esquerdo do FC Barcelona, Jordi Alba, inaugurou o marcador, ampliado ao minuto 23 pelo avançado do Chelsea, de Inglaterra, Álvaro Morata.

A Espanha só voltou a marcar já na segunda parte, com um bis do extremo dos ingleses do Manchester City, David Silva, aos 51 e 55, mas caberia a outro veterano, Andrés Iniesta, do FC Barcelona, fechar o resultado com a marcação do quinto golo, aos 73.

Finalmente, a República Checa foi vencer fora a seleção anfitriã do Mundial2022, o Catar, graças a um golo solitário de Antonin Barak, médio dos italianos da Udinese.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.