Depois de ter sido eliminado na fase preliminar na edição 2018/2019, o 1º de Agosto tenta inverter, a partir de sábado, o quadro de participação na Liga dos Clubes Campeões Africanos, quando defrontar, em Zanzibar, o KMKM FC da Tanzânia, em jogo da primeira "mão" da primeira eliminatória de acesso à fase de grupos.

Desde quarta-feira em território tanzaniano, a equipa angolana assume-se pronta para um resultado positivo, a fim de encarar a segunda "mão" com maior tranquilidade, em Luanda, e evitar eventual eliminação prematura, de acordo com o seu técnico-adjunto, Ivo Traça, que falou à Angop aquando da partida para o palco do desafio.

O objectivo é ter uma campanha bastante proveitosa, à semelhança da época 2018, em que o D’Agosto atingiu as meias-finais da Liga africana e só não disputou a final por conta da actuação tendenciosa do árbitro zambiano Janny Sikazwe, que invalidou um golo militar perto do fim, quando o placar registava 2-4 a favor do Esperance de Tunis.

Já sem o médio polivalente Show, que rumou para o Lile de França, o tetra campeão angolano conta, entre outros valores, com o regressado Ibukun, médio organizador, e o jovem atacante Zito.

A segunda "mão" está marcada para o dia 24 de Agosto, em Luanda.

Para a mesma missão, o Petro de Luanda joga domingo, em Maseru, com o Matlama do Lesotho, devendo o duelo da segunda "mão" acontecer entre os dias 23 e 25 do corrente.

Na edição 2018/2019, os petrolíferos não foram além da fase de grupos, ao ocupar a quarta e última posição da série D, com sete pontos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.