Apesar de nunca se defrontarem para o CHAN, Angola e Burkina Faso já jogaram seis vezes, com vantagem para os burquinabês, de três vitórias, contra duas, dos angolanos. Os dois combinados empataram ainda em uma ocasião.

Curiosamente, todas as partidas foram para o Campeonato Africano das Nações (CAN).

As duas seleções abrem, no próximo dia 16, o grupo D do CHAN de Marrocos, com sede em Agadir.

Esta será uma oportunidade para os Palancas Negras tentarem igualar o histórico dos confrontos com o Burquina Faso, embora seja numa competição reservada a futebolistas que atuam nos seus respetivos países.

No historial, o primeiro duelo aconteceu a 14 de janeiro de 2001, em Ouagadougou, com derrota de 0-1, qualificativo ao CAN de 2002, disputado no Mali. Sob orientação de Mário Calado, alinharam nesta partida Goliath, Felipe, Neto, Didi (Julião), Paulo Silva, Paulão, Joni, Akwá (Love), Gilberto, Renato e Jorginho.

Angola somou vitórias nos dois desafios seguintes. Venceu por 2-0, dia 25 de março, em Luanda, na segunda volta, com golos de Akwá e Quinzinho, e repetiu o feito na fase final do CAN de 2012 (2-1), em Malabo, Guiné Equatorial. Mateus e Manucho Gonçalves foram os autores dos tentos.

Depois surgiu o jogo de má memória, derrota de 0-3 no dia 10 de setembro de 2014, em pleno estádio 11 de Novembro, qualificativo ao CAN de 2015, na Guiné Equatorial.

Desaire que deixou os amantes perplexos, numa partida envolta a polémica, com alguns titulares (Vetokele e Dolly Menga) a serem afastados por má inscrição, minutos antes do início do jogo. A equipa técnica burquinabê reclamou dos dois atletas, por já terem atuado nos escalões inferiores da Bélgica e que os mesmos ainda não estavam habilitados para jogar naquele encontro.

Jonathan Pitroipa (dois golos) e Aristide Bancé foram os carrascos de Angola nessa partida.

Com orgulho ferido, mas com o apuramento já fora de questão, os Palancas Negras foram ao terreno dos Etalons, dois meses depois (novembro), arrancar um empate a um golo, na segunda volta. Djalma Campos foi quem marcou para a seleção nacional de Angola.

O mais recente jogo aconteceu o ano passado, em junho, para a primeira jornada do Grupo I, de apuramento ao próximo Campeonato Africano das Nações (CAN), a decorrer nos Camarões, em 2019.

Quando as contas davam empate, duas vitórias para cada uma, Angola deixou-se ultrapassar, com derrota de 1-3, em Ougadougou.

Os burquinabês foram os primeiros a marcar, por Bancé, aos 22 minutos, mas Gelson Dala, logo a seguir, restabeleceu a igualdade.

Perto do intervalo, Bancé, na transformação de uma grande penalidade, voltou a dar vantagem aos donos da casa. Na segunda parte, o Burquina Faso fez o terceiro, aos 79 minutos, por Traoré.

No ranking da FIFA, o Burkina Faso é o 44º colocado, enquanto o combinado angolano é o 141º.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.