As equipas angolanas do 1.º de Agosto e Petro de Luanda despedem-se, este sábado, da Liga dos Clubes Campeões Africanos, após terem fracassado os objctivos a que se propuseram a nível do continente, na edição 2019/20, de atingir no mínimo os quartos de final.

Em cinco jogos, ambas as equipas conseguiram apenas três de 15 pontos possíveis e ocupam a penúltima (3.ª) posição nos respetivos grupos.

Superar os adversários da 6.ª e última jornada, a fim de contentarem-se, pelo menos, com uma vitória no torneio é o pouco que resta aos representantes angolanos na maior competição africana de clubes, onde o 1.º de Agosto marcou quatro golos e sofreu sete (saldo negativo de três) e o Petro marcou seis e consentiu 12 (saldo negativo de seis).

Os 'militares' recebem, no Estádio 11 de Novembro, em Luanda, o já apurado Zamalek do Egito, segundo da série A com oito pontos, ao passo que no grupo C os 'petrolíferos' vão ao encontro do USMA da Argélia, quarto e último classificado com dois pontos.

Em simultâneo defrontam-se, para o grupo do D’Agosto, TP Mazembe, da RD Congo, e Zesco United, da Zâmbia, com os congoleses democráticos já apurados (11 pontos), enquanto o Mamelodi Sundows, da África do Sul (11 pts) e o Wydad Casablanca, de Marrocos (9 pts), definem o primeiro lugar da série do Petro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.