O técnico Mário Soares vai manter-se no comando do Clube Desportivo da Huíla (CDH), apesar de a imprensa ter cogitado o seu regresso, nesta época, ao 1.º de Agosto, agremiação onde é funcionário.

A confirmação da manutenção foi feita terça-feira à Angop, no Lubango, pelo director administrativo do clube “militar” da região sul, Ezequias Domingos.

Afirmou que a colectividade mantém a confiança no treinador, pelo que as informações que davam como certa a sua saída não eram verdadeiras, embora o seu contrato de trabalho tenha terminado dia 31 de Maio último.

Contactado pela Angop, Mário Soares disse que, independentemente das suas ambições para “voos mais altos”, vai continuar a trabalhar no CDH e lutar para tornar "grande" a equipa.

Em relação aos reforços, afirmou que neste momento é prematuro avançar, tendo em conta a situação da pandemia do novo coronavírus.

“O que estamos a fazer é trabalhar com jogadores recrutados nos campeonatos locais, sendo que alguns deverão ser incluídos na equipa principal”, referiu.

Mário Soares, que dirige a formação Militar da Região Sul desde 2017, é responsável pela melhor classificação no Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão (3º lugar na época de 2028/19), e uma final da Taça de Angola, em 2018.

Até a anulação do Campeonato Nacional de 2019/20, devido à COVID-19, o Desportivo da Huíla ocupava a sexta posição, com 29 pontos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.