Em entrevista à ANGOP, no Lubango, em reacção às acusações do oponente, o antigo árbitro internacional, que dirigiu a APFH por dois mandatos, lamentou a postura do novo elenco e afirmou que não é possível ter-se dívidas com os clubes, porquanto são eles que fazem pagamentos ao órgão e nunca o contrário, pelo que a suposta conta de dois milhões e 400 mil Kwanzas (2.400.000 Kwanzas) não tem sustentação.

Contou que o grémio começou a receber dotações financeiras da Federação Angolana de Futebol (FAF) somente em Julho de 2018, num valor de 300 mil Kwanzas cabimentado trimestralmente, a razão de 100 mil por mês, quando só em salários eram gastos 180 mil Kwanzas.

“Só em Março de 2020 essa dotação trimestral passou para 400 mil, ainda assim em relação às despesas correntes sgnificava quase zero, mas devo aqui assegurar que os salários dos cinco funcionários foram pagos até Junho último, mês em que foi feito o último depósito financeiro pela FAF”, explicou questionando "se há dívidas, então tem de haver facturas que comprovem as mesmas. Sobre os supostos mil Kwanzas que disse ter encontrado na conta, isso até chega a ser bizarro, a associação não pode ser governada por mentiroros”.

Exibindo um extracto bancário do BPC, o antigo presidente da APF disse que deixou na conta 28 mil e 74 Kwanzas, afirmando que não podia ser mais, já que outras obrigações, despesas e contas que foram pagas.

Ressaltou ainda que fora o apoio da FAF, a Associação sobreviveu de pequenos apoios de pessoas próximas de 10 a 15 mil Kwamzas, assim como de 50 mil da taxa de inscrição anual dos clubes, mas nem todos a pagam, pois dos 11 controlados, somente quatro têm honrado.

Explicou também que entregaram o relatório de contas aprovado pelos nossos filiados e que ao ver essa notícia ficou bastante triste, porque não foi à APF para sair de lá rico. " Não me aproveietei de nada, pelo contrário, a minha empresa empregou dinheiro e até financiou a reparação da sede do órgão”.

João Gonçalves liderou a asociação por dois mandatos. Foi árbitro internacional e ainda está no activo como comissário em jogos da CAF e FAF.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.