Os tricolores completa hoje 40 anos de existência, numa altura que apostam na modernização e profissionalização dos seus serviços.

A agremiação “tricolor”, que hoje atua como clube empresa, parte com o desafio na formação dos seus quadros, bem como no surgimento do seu primeiro estádio de futebol, que irá congregar outros recintos desportivos.

Apesar de estar ainda no papel, o início da construção do estádio está aprazado para este ano.

O “petrolíferos”, que têm como patrocinador  principal a Sonangol, têm nas suas instalações, no eixo-viario, o principal sector de formação nas modalidades de hóquei em patins, karaté, ginástica e basquetebol.

O Petro de Luanda surge com o propósito social primário o desporto, promovendo a prática e a expansão dessa atividade no seio da juventude e dos seus associados, proporcionando igualmente um serviço em prol da cultura e recreação.

O clube eclético é um dos principais sustentos das mais distintas seleções nacionais nos mais variados escalões.

A nível interno as bases estão sustentadas, faltando a busca da afirmação a nível do continente africano, mais propriamente do futebol, a modalidade principal.

A nível do andebol feminino é o emblema com mais títulos em África, quer na Taça dos Clubes Campeões, Supertaça Babacar Fall e Taça do Clube Vencedores das Taças, enquanto no basquetebol sénior masculino soma três conquistas.

A sua sede social está localizada na Rua Abdel Nasser. É composta por um edifício de cinco (5) pisos, duas quadras para a prática do basquetebol (desporto de sala) e o hóquei em patins. Conta também com infra-estruturas para educação e ensino com capacidade para cerca de 250 alunos.

Na Rua Deolinda Rodrigues, situa-se o Complexo Desportivo "Catetão", onde funciona o Futebol e o Andebol.

Esse recinto, compreende dois campos de futebol relvados e um campo de andebol.

Também funciona nesta mesma área uma lavandaria, centro de musculação e centro de estágio Demósthenes de Almeida.

Tomás Faria lidera  o clube desde 2014.

O Petro de Luanda já foi presidido por António Mangueira, Botelho de Vasconcelos, Silva Neto, Paulo Gouveia Júnior, Cardoso Pereira e Mateus de Brito, este último falecido a meio do seu mandato em 2014.

Fundado a 14 de Janeiro de 1980, o conjunto movimenta o futebol, andebol, atletismo, hóquei em patins, basquetebol, ciclismo, ginástica, karaté, vela e voleibol.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.