A empresária angolana Isabel dos Santos, que lidera a petrolífera estatal Sonangol, assumiu o cargo de presidente da assembleia-geral do Petro de Luanda, um dos clubes mais representativos de Angola, informou hoje a instituição.

De acordo com uma nota da direção do clube de Luanda, patrocinado pela Sonangol, Isabel dos Santos tomou posse na sexta-feira à noite, juntamente com os restantes órgãos eleitos a 17 de setembro, tendo colocado à direção a meta de chegar aos 100.000 sócios.

Isabel dos Santos, primeira filha do Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, liderou a lista única àquele órgão, tendo como vice-presidente (da assembleia-geral) Paulino Jerónimo, por sua vez presidente da comissão executiva da Sonangol.

Na mesma lista concorreu ao cargo de presidente da direção do Petro (Atlético Petróleos de Luanda) Tomás Faria, que foi reeleito e também tomou posse na sexta-feira.

Considerada a mulher mais rica de África, Isabel dos Santos, 43 anos, tem negócios sobretudo na banca, energia e telecomunicações em Angola e Portugal.

Desde que assumiu o cargo de presidente do conselho de administração da Sonangol, em junho último, que Isabel dos Santos tem sido apontada por alguma imprensa local como possível candidata à sucessão do pai na liderança do país.

Fundado em 1980, o Petro de Luanda é um dos mais carismáticos clubes de Angola, com cerca de 9.000 sócios e vários títulos conquistados em modalidades como andebol, basquetebol, futebol, voleibol ou hóquei em patins, mas também atividades de ginástica, atletismo, karaté e vela.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.