Iker Casillas não irá concorrer às eleições para a Federação Espanhola de Futebol, avança esta quinta-feira o jornal espanhol Marca.

A 17 de fevereiro, o guarda-redes espanhol, que devido a um problema de saúde foi obrigado a deixar em 2019 a baliza do FC Porto, confirmou que seria candidato à presidência da RFEF.

No entanto, indica a 'Marca', Casillas acredita que "a pressa em convocar as eleições confere uma vantagem ao atual presidente", Luis Rubiales, não concordando com o agendamento das mesmas para 17 de agosto.

Recorde-se que a federação espanhola de futebol (RFEF) convocou eleições para 17 de agosto, se o Conselho Superior do Desporto (CSD) concordar com a data, e em alternativa, caso não seja possível, adiantou a data de 17 de setembro.

Os candidatos a presidente terão até 4 de agosto ou 4 de setembro para apresentar as suas candidaturas e serão proclamados candidatos no mesmo dia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.