O clube brasileiro Chapecoense recorreu hoje ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) de uma derrota por 3-0 imposta pela CONMEBOL, a confederação sul-americana de futebol, na Taça dos Libertadores da temporada passada, frente ao Lanús.

No jogo, disputado em maio de 2017, a equipa tinha batido os argentinos por 2-1, com o golo da vitória a ser marcado por Luiz Otávio, que tinha sido expulso na jornada anterior da fase de grupos, perante os uruguaios do Nacional.

A CONMEBOL impôs uma derrota de 3-0 pela utilização indevida de um jogador inelegível, decisão que a ‘Chape’ recorre, agora, para o TAS, que deve tomar uma decisão nas próximas semanas, anunciou hoje aquele tribunal.

Com a derrota por 3-0, a Chapecoense falhou a fase a eliminar da competição, ficando-se pela fase de grupos.

Vários diretores do clube já tinham explicado que o recurso se alega “erros de comunicação” sobre o caso por parte da CONMEBOL.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.