Michel Platini, antigo presidente da UEFA, deu uma entrevista ao programa Che Tempo Che Fa, do canal italiano Rai onde deixou em poucas palavras deixou bem clara a sua posição em relação ao vídeoárbitro.

"Não resolve nada. Preciso de 30 minutos para explicar porque não vai resolver nada. Acho que não vai desaparecer, mas acho que é uma m***a", respondeu quando questionado sobre o tema.

O antigo dirigente do organismo que supervisiona o futebol europeu, que foi suspenso de toda a atividade ligada ao futebol em 2016 devido às acusações de corrupção, passou pela televisão italiana para divulgar o seu livro 'O Rei vai nú' revelando ainda que o regresso ao futebol é uma possibilidade que tem de ser muito bem pensada.

"Aos 64, tenho tempo para uma última aventura, mas não posso cometer um erro, tenho de pensar bem no assunto", revelou.

De recordar que já este mês Platini revelou querer ser ressarcido de salários de 2016 a 2019, bónus pelo Euro2016 e honorários de advogados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.