A Federação Russa de Futebol  afirmou esta quarta-feira que a seleção russa não irá usar o novo equipamento desenhado pela Adidas nos próximos jogos de qualificação para o Euro 2020, depois de ter sido notado que as cores da bandeira russa estavam invertidas.

"Nos próximos jogos, a Seleção Nacional Russa irá continuar a usar o equipamento com o qual iniciou a ronda de qualificação", afirmou a Federação Russa de Futebol à Agence France-Presse.

Na passada semana, a Adidas revelou as novas camisolas com riscas azuis e brancas nas mangas vermelhas, criando o efeito da bandeira 'tricolor', tal como os uniformes criados para a Alemanha.

Mas enquanto que no caso da seleção alemã, as cores estão na ordem correta, nas camisolas russas as cores estão na ordem inversa à da bandeira nacional.

Os fãs russos queixaram-se que as cores na nova camisola se assemelham à bandeira da Sérvia.

A empresa descreveu a camisola como "uma reintrodução das cores fortes da bandeira nacional" enquanto que o treinador da equipa Stanislav Cherchesov afirmou que tinha uma "interessante solução para as mangas".

"Quando os fãs apoiam a equipa ao baterem palmas de braços no ar, poderemos ver a bandeira russa nas mangas", afirmou.

As novas camisolas já estão à venda nas lojas oficiais da Adidas.

Publicações nas redes sociais mostram que a equipa está a treinar com os equipamentos utilizados no Mundial de 2018.

A Rússia está em segundo lugar no grupo I e vai jogar com a Bélgica no próximo sábado em São Petersburgo e São Marino a 19 de novembro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.