O Flamengo, treinado por Jorge Jesus, voltou hoje a vencer, 45 anos depois, em casa do Athletico Paranaense, por 2-0, em jogo da 25.ª jornada do campeonato brasileiro.

Na conferência de imprensa após o encontro, o treinador português mostrou-se irritado com a atuação do vídeoárbitro, depois de no primeiro tempo o árbitro principal ter anulado um golo ao 'mengão' após indicação do VAR.

"Nós já vínhamos preparado para jogar contra o Atlético, mas não contra duas equipas, não vínhamos preparados para jogar contra o VAR. [Sobre o penálti] Quem toma estas decisões tem de ser penalizado. Toma uma decisão e depois vai para outro campo fazer outras asneiras. Nem sei que tomou esta decisão, mas esse senhor não pode mais andar no VAR. Tem que ir para casa, vá de férias. O árbitro tomou a decisão certa e depois foi influenciado pelo VAR. Não é só aqui nos jogos do Flamengo, quando um VAR não tem capacidade com todas as ferramentas que tem... É como todas as profissões, é para os melhores!", disse Jorge Jesus.

"Eu sou defensor do VAR, mas o protocolo tem que ser melhorado. Hoje está muito confuso e o VAR parece que quer apitar o jogo. Se for assim, nem precisa de árbitro. E o VAR não é para isso, mas sim para ajudar as decisões do árbitro. Hoje, muitos atrapalham. E o cartão para o Everton Ribeiro? Foi na lateral, uma falta normal, não tinha perigo nenhum... É muita coincidência o que estão a fazer ao Flamengo. Mas a gente continua na luta", afirmou ainda Jesus.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.