A Liga Alemã de Clubes (DFL) decidiu multar Manuel Akanji e Jadon Sancho por violação do protocolo sanitário da Bundesliga. Porém, outros colegas dos dois jogadores no Dortmund, entre eles o internacional português Raphael Guerreiro, que terão tido comportamento idêntico, não foram multados.

A violação das normas ditadas pela DFL por parte dos atletas em causa tornou-se pública depois de colocadas nas redes sociais fotos de cortes de cabelo em casa com um barbeiro, sem o uso das máscaras de proteção individual.

"Assumimos que os jogadores têm de cortar o cabelo, mas este ato deve respeitar os protocolos médicos", sublinha a DFL em comunicado. A revista alemã 'Kicker' tentou saber junto do organismo o porquê de apenas alguns dos atletas em causa terem sido punidos, mas a DFL não esclareceu, para já, a razão.

Esta punição a Akanji e Sancho acontece numa semana em que algumas figuras do futebol alemão, como treinadores e dirigentes, defenderam a flexibilização das medidas de proteção contra o novo coronavírus.

O holandês Peter Bosz e o antigo avançado Rudi Völler, treinador e diretor desportivo do Bayer Leverkusen, respetivamente, querem uma revisão do protocolo, assim como o técnico do Paderborn, Steffen Baumgart.

“É ótimo que tenhamos voltado a jogar, a DFL fez tudo muito bem. Mas o protocolo [da covid-19] foi elaborado em março e estamos em junho”, notou hoje Bosz, que reconheceu que seria bom que os jogadores tivessem autorização para celebrar novamente os golos”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.