Stefan Effenberg, antigo médio do Bayern de Munique, comentou numa coluna de opinião no 'T-online' a nova aquisição do emblema bávaro: Lucas Hernández.

"Com a transferência de Hernández apenas há um vencedor, e tendo em conta o valor do negócio, esse vencedor é o Atlético de Madrid. A verba dispensada parece ser normal, mas dói-me o estômago. Essa é uma das razões pelas quais os adeptos têm dificuldades em perceber o que se está a passar", referiu Effenberg.

O antigo jogador dos alemães aponta culpas ao presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness.

"O Bayern de Munique deve ter cuidado com esta tendência de rejuvenescer a equipa com jogadores muitos jovens. É uma contradição ao que o Uli Hoeness dizia, que esta não é uma equipa de formação, mas sim para ganhar", concluiu Effenberg.

Recorde-se que na semana passada o Bayern de Munique anunciou a contratação de Lucas Hernández, defesa que alinha pela Atlético de Madrid.

Para garantir a transferência do francês, o emblema bávaro bateu a cláusula de rescisão de 80 milhões de euros e tornou-se assim o defesa mais caro da história, deixando para trás a transferência de 78,8 milhões de euros de Van Dijk do Southampton para o Liverpool.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.