Pelo menos 30 adeptos do Wydad Casablanca encontram-se na capital angolana para apoiarem a equipa marroquina, sábado (dia 11), no jogo contra o Petro de Luanda, referente à quarta jornada do Grupo C da Liga dos Clube Campeões de África em futebol.

Segundo constatou a Angop, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, 20 apoiantes chegaram hoje a Luanda, enquanto os restantes dez estão já no país desde terça-feira, com este adversário que venceu os tricolores na terceira jornada da primeira volta, em solo magrebino (4-1).

Esses adeptos, incluindo mulheres, vieram todos trajados com a fatos olímpicos vermelhos,  entoando cânticos de exaltação do vice-campeão africano, que se mostra confiante em ganhar a contenda, agendada para as 17h00, no Estádio Nacional 11 de Novembro.

Em breves declarações, Widmen Ibraenni, responsável  da claque dos comandados do ex treinador do 1º de Agosto, Zoran Maki, disse que a presença desta falange de apoio em Angola traduz-se no desejo da conquista dos  três pontos em casa do embaixador angolano.

“Pelo jogo da jornada passada, podemos afirmar que a nossa  equipa é superior ao Petro de Luanda. Mas, vamos respeitar o adversário, até porque vai jogar em casa”, expressou o líder após desembarque, adiantando que a comunidade marroquina em Angola está toda mobilizada.

À entrada da quarta jornada, o Mamelodi Sundowns (África do Sul) lidera esse Grupo C, com 7 pts, seguindo-se o Wydad Casablanca – Marrocos (5 pts). Em terceiro lugar encontra-se o USM – Argélia (2 pts)  e,  em último lugar,  a  formação do  Petro de Luanda – Angola (1 pts).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.