O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) considerou hoje “inadmissíveis” os recursos apresentados pela federação de futebol das Comores, que pedia a integração na Taça das Nações Africanas de 2019 (CAN2019), a disputar no Egito.

O organismo comore alegava que a Confederação Africana de Futebol (CAF) não tinha aplicado o seu regulamento, ao não sancionar os Camarões pela incapacidade de organizar a prova, que vai decorrer entre 21 de junho e 19 de julho.

Hoje, o TAS considerou “inadmissíveis” os dois recursos apresentados pela federação das Comores em janeiro e em fevereiro.

Os juízes referiram que, “mesmo em caso de desclassificação da seleção dos Camarões, tal não teria qualquer impacto na classificação da equipa das Comores no seu grupo de qualificação para a CAN2019”.

As Comores terminaram o Grupo B de qualificação na quarta posição, com os mesmos cinco pontos do Malawi, terceiro classificado, ambos a seis de Marrocos e Camarões, que vão estar presentes na fase final da prova.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.