O treinador da seleção moçambicana de futebol, Abel Xavier, disse este sábado ser com tristeza que a equipa falhou o objetivo de qualificação para a Taça das Nações Africanas, apesar de considerar que dominou o jogo com a Guiné-Bissau.

Moçambique não conseguiu a qualificação para a fase final da Taça das Nações Africanas (CAN2019) depois de empatar com a Guiné-Bissau 2-2, na última jornada do grupo K, que decorreu no Estádio 24 de Setembro, em Bissau.

"Obviamente é com muita tristeza que falhámos o objetivo. Falando concretamente do jogo, nós tínhamos definido uma estratégia, penso que entrámos muito bem no jogo, fomos dominantes e o golo da Guiné-Bissau parte de uma situação inofensiva e permitimos, sem grande caudal ofensivo, que pudessem estar à frente do resultado" no final da primeira parte, disse Abel Xavier.

O antigo jogador internacional português, que falava em conferência de imprensa depois do jogo, afirmou que na segunda parte fez uma "retificação do ponto de vista técnico" e que a equipa entrou mais forte e conseguiu empatar.

"A consequência do nosso jogo dominante fez com que conseguíssemos empatar e tivemos mais domínio e conseguimos marcar", afirmou, salientando que foi um "pormenor" que deixou Moçambique fora da competição.

Aos jornalistas, Abel Xavier disse que Moçambique merecia estar na CAN, e deixou uma palavra ao povo moçambicano, que "ansiava" pela presença da sua seleção numa grande competição, depois muitos anos de ausência.

"Eu peço desculpas pelo falhanço do objetivo e obviamente analisarei de uma forma mais profunda, porque foi um golpe muito duro", disse.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.