O empate bastou à Guiné-Bissau para se apurar para a fase final da Taça das Nações Africanas (CAN2019), resultado que deixa de fora a seleção moçambicana, precisamente o seu adversário de hoje.

No Estádio 24 de Setembro, em Bissau, em encontro do grupo K, a seleção da casa entrou praticamente a ganhar, depois de Piqueti ter inaugurado o marcador, aos 13 minutos, levando ao 'rubro' as cerca de 20.000 pessoas que enchjeram o estádio.

Os guineenses começaram a festejar o apuramento praticamente certo, já que bastava apenas o empate para que a sua seleção se apurasse para a fase final da competição, que vai decorrer no Egito entre 21 de junho e 19 de julho próximos.

Na segunda parte, a seleção moçambicana, orientada pelo antigo internacional português e moçambicano de origem Abel Xavier, procurou virar o resultado, até porque a Namíbia, adversário direto na corrida, estava a perder com a Zâmbia e uma vitória frente à Guiné-Bissau garantia a sua qualificação.

A equipa moçambicana deu mesmo a volta ao marcador, com golos de Stanley Ratifo (49) e de Nelson Divrassone (89), um resultado que, apesar de ser adverso para a Guiné-Bissau, apurava as duas equipas, em virtude de a Namíbia estar a perder na Zâmbia.

No entanto, um golo de Frederic Mendy, aos 90+4, possibilitou o empate 2-2, dando a vitória no grupo K aos guineenses, comandados por Baciro Candé, enquanto Moçambique acabou em terceiro e afastado da fase final.

O jogo iniciou-se com um minuto silêncio em solidariedade para com as vítimas do ciclone Idai, que atingiu Moçambique, bem como o Maláui e o Zimbabué.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.