Lionel Messi, capitão da seleção argentina de futebol, foi na terça-feira suspenso por um jogo pela CONMEBOL e multado em 1.500 dólares, na sequência da sua expulsão face ao Chile, no jogo do ‘bronze’ da Copa América.

Desta forma, o jogador do FC Barcelona vai falhar o primeiro encontro das eliminatórias sul-americanas de qualificação para o Mundial de 2022, no Qatar, até porque a decisão não é passível de recurso.

Messi foi expulso depois de um desentendimento com o chileno Gary Mendel, que também viu o vermelho, aos 37 minutos do encontro de atribuição do terceiro lugar, numa altura em que os argentinos já venciam por 2-0, acabando por triunfar por 2-1.

Messi pediu desculpas à CONMEBOL pelas críticas durante a Copa América
Messi pediu desculpas à CONMEBOL pelas críticas durante a Copa América
Ver artigo

A juíza única e vice-presidente do tribunal disciplinar da CONMEBOL resolveu “confirmar o jogo de suspensão automática imposto a Lionel Messi, não lhe atribuindo nenhum jogo adicional de castigo”, segundo o comunicado.

Antes, a CONMEBOL anunciou a destituição do presidente da Federação Argentina de Futebol (AFA), Cláudio Tapia, como representante interino do organismo na FIFA, face às suas críticas ao equatoriano Roddy Zambrando, árbitro do encontro entre Argentina e Brasil, das meias-finais da Copa América.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.