O Barcelona voltou a mostrar o seu a-vontade no Bernabéu, ao vencer o Real Madrid por 3-0, na segunda-mão da meia-final da Taça do Rei. Mesmo sem deslumbrar e com uma exibição longe de 'encher o olho', os 'culés' aproveitaram a falta de eficácia 'meregue' para vencer com tranquilidade.

O desalento era notório na cara dos jogadores do Real Madrid. Quando Luis Suárez fez o 3-0, num remate à Panenka, na transformação de uma grande penalidade, Sergio Ramos assustou-se. Faltavam ainda 17 minutos para o final mas o capitão dos 'blancos' lembrou-se de uma goleada histórica sofrida em casa frente ao eterno rival (2-6), em jogo da 34.ª ronda da Liga 2008/2009.

"Vamos, que ainda nos marcam 6", disse Sergio Ramos aos companheiros.

O resultado não se alterou mas até podia ser o Real Madrid a vencer a partida, caso tivesse mostrado pontaria. Só a custa do jovem Vinicius Junior foram quatro oportunidades claras.

"Fizemos quase tudo bem... Tivemos ocasiões de golo, pressionámos, tentámos até final, mas não marcámos. Devíamos ter feito golos e estar na final", disse Solari, técnico 'merengue', no final do encontro.

Ernesto Valverde viu a sua equipa garantir a quinta final consecutiva na Taça do Rei mas não ficou muito satisfeito com a atuação da equipa.

"Não foi um partida tão fácil, reconheço. Fizemos três golos e nem tivemos muitas chances, outras vezes é o contrário. Por exemplo, na Champions [com o Lyon] rematámos 25 vezes e não marcámos. Hoje [quarta-feira] ocorreu o inverso", disse Valverde, que espera mais da sua equipa no novo duelo com os 'merengues' este sábado, agora para a Liga Espanhola.

"Temos de jogar mais, senão vamos sofrer", sentenciou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.