Os adeptos do Flamengo que estão no Maracanã, no Rio de Janeiro, a assistir o jogo final da Taça Libertadores de futebol contra o River Plate ficaram em silêncio logo após o golo da equipa adversária na primeira parte.

O golo do River Plate na final, em Lima, transformou a felicidade e o otimismo dos adeptos da equipa brasileira, dirigida pelo português Jorge Jesus, em apreensão.

Ao invés da festa no local, que recebeu apresentações musicais da cantora Ludmilla e do DJ Malboro, era possível ver rostos preocupados e poucos gritos de apoio.

"O Flamengo fez uma besteira num lance de outro mundo que resultou no golo, mas no segundo tempo espero que consigamos a virada. Flamengo até o final. Ninguém espera tomar um golo assim tão rápido, mas a taça será nossa", disse à Lusa, Júlio Cessar Rodrigues Ruis, de 29 anos.

Já Elisabete Marques, de 53 anos, avaliou que a equipa do Flamengo não jogou como de costume, afirmando que os jogadores "parecem não ter entrado em campo ainda".

"O Flamengo que vimos neste ano, em 2019, hoje não apareceu. Estamos esperando há 38 anos para sermos campeões e espero que o técnico consiga cuidar da parte emocional dos jogadores para virarmos o placar", afirmou.

Manuela Conde, de 31 anos, estava mais otimista dentro do estádio emblemático do Brasil e do Rio de Janeiro.

"O jogo está muito tenso, mas acredito na virada. Estamos jogando bem, mas os jogadores do Flamengo foram muito marcados. O Maracanã esta em silêncio, deu uma abafada na torcida, mas eu acredito na virada ou não estaria aqui", frisou.

Flamengo, vencedor da prova em 1981, e River Plate, campeão em 1986, 1996, 2015 e 2018, disputam a final da 60.ª Taça Libertadores, no Estádio Monumental, no Peru.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.