O Flamengo, treinado pelo português Jorge Jesus, conseguiu na quarta-feira um lugar nos quartos de final da Taça Libertadores em futebol, ao eliminar os equatorianos do Emelec na ‘lotaria’ dos penáltis (4-2), no Maracanã.

Depois do desaire fora por 2-0, os brasileiros igualaram rapidamente a eliminatória, graças a um ‘bis’ do ex-benfiquista Gabriel Barbosa, que justificou a alcunha de Gabigol aos 10 e 19 minutos, o primeiro de penálti, após ‘mergulho’ de Rafinha.

O ‘onze’ comandado por Jesus parecia lançado para dar a volta ao confronto com o conjunto do Equador, mas, aos poucos, foi perdendo o domínio do jogo, que equilibrou, sobretudo na segunda parte, em que foram escassas as ocasiões de golo.

O empate subsistiu e foram as grandes penalidades a decidir, com os quatro jogadores do ‘Fla’ - que tinha caído nos penáltis na Taça do Brasil - a marcarem, ao contrário de dois de quatro equatorianos: Diego Alves deteve o remate de Arroyo e, ao oitavo pontapé, Queiroz atirou à barra.

Nos 'quartos', o Flamengo vai defrontar os compatriotas do Internacional, que voltaram a vencer o Nacional de Montevideu, agora por 2-0, com um golo de Rodrigo Moledo (16 minutos) e outro do peruano Paolo Guerrero (90+4), já autor do 1-0 no Uruguai.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.