O futebolista argentino do Boca Juniors Carlos Tévez disse hoje que os jogadores da sua equipa estão a ser “obrigados a jogar” a segunda mão da final da Taça Libertadores de futebol, com o rival River Plate.

“Dói-nos a cabeça, quisemos vir falar [à comunicação social] para dizer que nos estão a obrigar a jogar, temos companheiros que não estão bem fisicamente. É inacreditável”, denunciou o avançado, revelando ainda que o ‘capitão’ Pablo Pérez e outro jogador têm “uma pala a proteger um olho”.

Outro dos jogadores a falar aos jornalistas foi o médio Fernando Gago, que explicou que há “vários jogadores” com dificuldades em respirar, sendo que Pérez foi mesmo hospitalizado, regressando, depois, ao estádio Monumental.

Por outro lado, os médicos da Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) emitiram um comunicado, no qual reconhecem as várias lesões sofridas por jogadores do Boca, nomeadamente, nos olhos e na pele, mas dizem que não encontram razões para suspender o encontro.

A segunda mão da final da Taça Libertadores de futebol foi hoje adiada pela segunda vez, depois de o autocarro que transportava os jogadores dos argentinos do Boca Juniors ter sido atacado por adeptos do rival River Plate.

A Conmebol anunciou no Twitter oficial que o jogo se iniciará às 19:15 (22:15 em Lisboa) para “cumprir o programa da final”, uma hora e 15 minutos depois do horário previsto, 18:00 locais, que já tinha sido alterado das 17:00 iniciais.

Durante a viagem para o estádio Monumental, do River Plate, palco do segundo encontro da final inédita entre clubes argentinos, foram lançadas várias pedras em direção ao autocarro que transportava a equipa do Boca.

O dirigente do clube de Buenos Aires César Martucci explicou que o uso do gás lacrimogéneo se deveu à necessidade de dispersar a multidão que acompanhava a passagem do veículo, que entrou no estádio com vários vidros partidos.

No primeiro jogo, em casa do Boca, as duas equipas empataram a duas bolas, depois de a partida ter sido adiada um dia devido à chuva forte que alagou o relvado do estádio La Bombonera.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.