O Ajax não vai prolongar o contrato que o liga a Abedlhak Nouri, jogador holandês de ascendência marroquina que se encontra em estado vegetativo desde um acidente cardíaco sofrido durante um jogo, em julho de 2017.

Na passada quinta-feira, o irmão mais velho do jogador, Abderrahim Nouri, deu numa entrevista a um canal de televisão holandês onde revelou que Abdelhak acordou do coma e está em casa, com a família. "Já não se encontra em coma, mas continua muito dependente. Está acordado, dorme, come, arrota mas mal sai da cama", explicou.

Agora, contudo, o jornal 'Telegraaf' informa que o Ajax já terá comunicado a sua decisão de não avançar com a renovação do contrato que o liga ao jogador, válido até ao final da presente época, embora se mostre determinado a continuar a apoiar Nouri de outra forma.

O clube de Amesterdão pagou sempre o vencimento do jovem de 22 anos enquanto este esteve em coma, no hospital, e continuará a fazê-lo até final de junho, altura em que termina o contrato. A partir daí a ideia passará por avançar para uma ajuda não-vinculativa, a qual está neste momento a ser discutida com a família e com o empresário do jogador.

Natural de Amesterdão, Abdelhak Nouri cumpriu toda a carreira pelo Ajax. Estreou-se na equipa principal em 2016, pela qual totalizou 15 jogos e um golo. Em julho de 2017, colapsou durante um jogo de pré-temporada do Ajax frente ao Werder Bremen e entrou em coma. .

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.