O presidente da UEFA, Aleksander Ceferin disse esta terça-feira ter confiança que o organismo conseguiria ultrapassar o pior cenário possível em relação ao EURO2020 devido à propagação do Covid-19 pelo continente europeu.

Covid-19 foi detetado em 76 países por todo o mundo, provocando a morte de mais de 3000 pessoas com a Itália a ser a nação europeia mais afetada.

Roma, capital italiana, é uma das 12 capitais por todo o continente que irá receber jogos do Campeonato Europeu em junho e julho.

Uma longa lista de eventos desportivos à volta do mundo foram cancelados ou adiados nos últimos dias para evitar a propagação do vírus, incluindo jogos da Série A italiana. As duas principais divisões do futebol suíço foram adiadas até ao final de março.

"Vocês não sabem as preocupações que nós temos quando organizamos uma grande competição", disse Ceferin numa conferência de imprensa em Amesterdão depois da capital holandesa ter recebido o congresso da UEFA.

"Nós temos preocupações com a segurança, com a instabilidade política e uma das preocupações é também o vírus, estamos a tratar disso e estamos confiantes que conseguimos lidar com isso".

Esta semana marca-se os 100 dias para o início do campeonato europeu com 24 equipas, e Ceferin pediu aos organizadores para "não pensar em cenários negativas, vai haver tempo para isso mais tarde".

As suas declarações surgiram depois do Presidente da FIFA, falando no seu congresso, ter pedido às autoridades para "não entrarem em pânico".

O secretário geal da UEFA, Theodore Theodoridis afirmou que o organismo que controla o futebol europeu "não quer exagerar" e que esta a lidar com a situação "caso a caso". Contudo, os jogos da Champions League têm uma maior pressão.

Enquanto a Juventus teve o seu jogo da Serie A adiado no fim de semana, o Inter de Milão jogou para a Liga Europa, em casa, à porta fechada na passada quinta-feira, com o norte de Itália a ser particularmente afetada pelo surto.

A Juventus ter uma recepção ao Lyon em Turin, na segunda mão dos 'oitavos' da Liga dos Campeões no dia 17 de marco, um jogo que pode ser jogado à porta fechada, principalmente porque existe pouco espaço num calendário sobrecarregado.

O Inter também vai receber a equipa espanhola do Getafe, no dia 12 de março para a Liga Europa.

Theodoridis disse: "O Inter já teve dois jogos adiados, e ainda podem jogar na Taça de Itália e na Liga Europa, por isso é quase impossível encontrar datas se não coordenarmos com as ligas europeias".

As preocupações com a epidemia já tiveram impacto no sorteio da fase de grupos da UEFA Nations League, que se realiza esta tarde em Amesterdão.

Os selecionadores nacionais estarão presentes na cerimónia, mas o selecionador escoces, Steve Clarke, não irá estar presente, revelou a Federação Escocesa à BBC.

Esta decisão foi tomada para evitar "um risco desnecessário" com a sua equipa a defrontar Israel no playoff para o Euro2020 mais à frente este mês.

Entretanto, o selecionador espanhol Luis Enrique não viajou para Amesterdão devido a doença, afirmou a Real Federação Espanhola de Futebol.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.