O médio Aaron Ramsey foi o protagonista do fecho da fase de grupos de qualificação para o Europeu de futebol de 2020, ao colocar o País de Gales na fase final, com um ‘bis’ à Hungria (2-0).

Em Cardiff, o jogador da Juventus faturou aos 15 minutos, de cabeça, servido na área por Gareth Bale, e, aos 47, com um remate de fora da área, dando aos galeses a 20.ª vaga na fase final, na qual só tinham estado em 2016, caindo nas ‘meias’ perante Portugal.

Com o triunfo, o ‘onze’ de Ryan Giggs saltou do terceiro para segundo lugar do grupo E, que já tinha sido conquistado pela Croácia, relegando os húngaros e a Eslováquia, que bateu em casa o Azerbaijão por 2-0, para os ‘play-offs’.

Os eslovacos, vencedores com tentos de Robert Bozenik (19 minutos) e Marek Hamsik (86), fizeram a sua parte, mas também precisavam de um empate em Cardiff.

Assim, a Croácia, que folgou, venceu o agrupamento, com 17 pontos, contra 14 do País de Gales, 13 da Eslováquia, 12 da Hungria e um do Azerbaijão, o único dos 12 países que recebem o Euro2020 que já sabe que não estará na fase final.

No grupo C, lutava-se pelo primeiro lugar, que a Alemanha conquistou ao golear em Frankfurt a Irlanda do Norte por 6-1, depois de começar a perder (marcou Michael Smith, logo aos sete minutos), com um ‘hat-trick’ de Serge Gnabry e um ‘bis’ de León Goretzka, mais um tento a terminar de Julian Brandt.

Por seu lado, a Holanda segurou um lugar no Pote 2 do sorteio, como melhor segunda colocada dos 10 grupos - estatuto que a Rússia também já garantira -, ao golear em casa a Estónia por 5-0, numa noite em grande de Georginio Wijnaldum, que marcou três golos.

Os alemães ganharam o agrupamento com 21 pontos, contra 19 da Holanda. A Irlanda do Norte, terceira com 13, e a Bielorrússia, quarta, com quatro, seguem para os ‘play-offs’, ao contrário da Estónia, quinta e última, com apenas um.

A Bélgica, há muito apurada, lutava para terminar 100% vitoriosa, repetindo o feito da Itália, e conseguiu-o, tranquilamente, com mais uma goleada, por 6-1, na receção ao Chipre, com ‘bis’ de Christian Benteke e Kevin De Bruyne.

Os belgas, que acabaram com o melhor ataque (40 golos) – a Inglaterra foi o segundo, com 37, mas em apenas oito jogos -, fecharam o grupo com o pleno de 30 pontos, contra 24 da Rússia, que goleou fora São Marino por 5-0, com cinco marcadores.

A Escócia, que bateu o Cazaquistão por 3-1, com um ‘bis’ de John McGinn, foi terceira, com 15 pontos e ruma aos ‘play-offs’, ao contrário de Chipre (quarto, com 10), do Cazaquistão (quinto, também com 10) e de São Marino, a zero e com 1-51 em golos.

No grupo G, a Polónia sofreu para bater em casa a Eslovénia por 3-2, valendo um tento de Jacek Goraski, aos 81 minutos, num jogo em que o ‘inevitável’ Robert Lewandowski também marcou, e a Áustria caiu por 1-0 na Letónia – marcou Marcis Oss, aos 65.

Polacos (primeiros, com 25 pontos) e austríacos (segundos, com 19) já estavam apurados para a fase final, num grupo em que só a Letónia (sexta, com três) está fora da corrida.

A Macedónia do Norte, que bateu em casa Israel por 1-0, com um tento de Boban Nikolov, subiu ao terceiro posto, com 14 pontos, os mesmos da Eslovénia, quarta, e mais três do que os israelitas, quintos, sendo que seguem todos para os ‘play-offs’.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.