A Sport TV acredita que vai ser possível chegar a acordo sobre os direitos de transmissão do Campeonato Europeu de futebol de 2020 em sinal aberto, apesar de "as negociações ainda não terem chegado a bom porto".

Quem o afirma é o presidente executivo da Sport TV, empresa que adquiriu a totalidade dos direitos de transmissão televisiva do Euro2020, que inclui pela primeira vez os direitos relativos ao sinal aberto.

"As negociações ainda não chegaram a bom porto", afirmou Nuno Ferreira Pires à Lusa, adiantando que as propostas foram recusadas porque "não estão reunidas as condições mínimas".

A RTP e a SIC apresentaram uma proposta conjunta sobre a transmissão de 22 jogos, de um total de 51, em sinal aberto (gratuito), que a Sport TV rejeitou em final de setembro.

Sobre este tema, o presidente executivo da Sport TV disse apenas: "Respondemos formalmente em devido tempo e deixámos claro as razões da recusa".

Fonte ligada ao processo disse à Lusa que as razões apresentadas pela Sport TV são as mesmas apresentadas pela UEFA aquando do concurso dos direitos de transmissão do Euro2020 em sinal aberto.

Questionado sobre se considera possível chegar a acordo para a transmissão televisiva em sinal aberto, Nuno Ferreira Pires foi perentório: "Acredito que sim, porque seria inédito" se tal não acontecesse, recordando que existe uma empresa de serviço público em Portugal.

Em entrevista à Lusa em fevereiro último, o presidente executivo tinha-se manifestado "confiante" de que todos os operadores de sinal aberto - RTP, SIC e TVI - teriam interesse nos direitos, sublinhando que, caso as negociações falhassem, nada estava perdido.

Na altura, Nuno Ferreira Pires apontou que havia "uma alternativa de recurso: a UEFA entende que sinal aberto é um canal que consegue chegar pelo menos a 80% dos lares desse território", tendo apontado que com a Sport TV+ é possível chegar "a mais de 92% dos lares portugueses". Este seria, disse então, o último recurso.

Fonte ligada ao processo disse à Lusa que o contrato da Sport TV com a UEFA permite que, caso não haja acordo, a transmissão dos jogos possa ser feita pela Sport TV+, canal disponível nos pacotes básicos dos operadores de televisão paga.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.