Portugal defronta este domingo o Luxemburgo (14h00) no derradeiro e decisivo jogo para as contas do apuramento para o Euro 2020. A Seleção Nacional deverá jogar num relvado que não estará nas melhores condições, mas para Fernando Santos não há desculpas.

"Só amanhã, depois de chegarmos e vermos é que sei. Há quatro anos o campo também não estava bom, chuvia, era um campo difícil, o adversário também era difícil... Amanhã, perante o que acontecer e como estiver o campo, vemos. Se não estiver bom, não está bom para as duas equipas, mas não tenho dúvidas de que os meus jogadores saberão encontrar o melhor estilo de jogo e encontrar uma solução", começou por dizer o técnico em conferência de imprensa.

"A UEFA pediu-nos para treinar aqui [Stade Bissen, a 30 quilómetros da cidade do Luxemburgo]. Vamos para o jogo com o campo que for, jogamos aqui há quatro anos e não houve problema nenhum", acrescentou.

Fernando Santos recusou ainda abrir o jogo relativamente ao onze inicial que entrará em campo diante do Luxemburgo.

"Aquela foi a equipa que entendi que era a ideal para o jogo [frente à Lituânia]. Foi o primeiro que fizemos no último mês. Entendi que eram os jogadores certos para o jogo. Temos 72 horas, temos que ver como estão os jogadores, como recuperaram, aqui não há titulares nem não titulares, há 23 jogadores, qualquer um está apto a jogar. Têm sido fantásticos, sabem que fazer parte do onze ou ficar de fora não é sinal que o selecionador não confia neles", disse.

Com o hat-trick à Lituânia, Cristiano Ronaldo passou a somar 98 golos pela Seleção. Conseguirá Fernando Santos escolher o mais bonito?: "Espero que seja o de amanhã, o que ele vai marcar".

O Luxemburgo-Portugal está agendado para as 15:00 (14:00 horas da Lisboa) e vai ter arbitragem do espanhol Jesús Gil Manzano.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.