Portugal é uma das seleções que pode garantir o apuramento para o Euro2020, caso vença esta segunda-feira a Ucrânia e a Sérvia não consiga ganhar na Lituânia. Mas também os ucranianos podem selar o apuramento, se vencerem Portugal. A Ucrânia lidera o Grupo B, com 16 pontos, à frente de Portugal, que segue no segundo lugar, com 11, mas com menos um jogo que a formação de leste. A Sérvia é terceira, com sete, seguida do Luxemburgo, com quatro, e da Lituânia, com um.

Depois do jogo com os ucranianos, ficam a faltar dois jogos a Portugal (em casa com Lituânia e fora com o Luxemburgo), enquanto a Ucrânia só terá  um (frente a Sérvia). Os sérvios têm, tal como Portugal, um jogo a menos mas podem chegar aos 16 pontos, se vencerem todos os jogos que lhes restam. Mesmo que Portugal perca com a Ucrânia, apura se vencer Luxemburgo e Lituânia, chegando assim aos 17 pontos. Em caso de empate pontual com a Sérvia, a vantagem é lusa (empate em casa e vitória fora).

Portugal, Espanha e França com o 'bilhete na mão'

Além de Portugal, outras seleções podem garantir o 'bilhete' para a prova, a ser disputada em 13 cidades no próximo ano. No Grupo A a Inglaterra vai até ao Estádio Nacional Vasil Levski, em Sofia, defrontar a Bulgária de Balakov. Uma vitória dá o apuramento à seleção dos 'três leões', depois da primeira derrota nesta fase frente a República Checa, desde que o Kosovo não vença o Montenegro. A Inglaterra lidera o Grupo A com 12 pontos, os mesmos da República Checa, mas com menos um jogo. Segue o Kosovo com oito.

No Grupo H a França recebe a Turquia, numa partida que pode decidir muita coisa no grupo. Em caso de triunfo, os franceses apuram-se logo para o Euro 2020: passam a somar 21 pontos, mais três que os turcos. O terceiro posto é da Islândia, que tem 12 pontos e recebe a seleção de Andorra. Mesmo que vença os jogos que restam e a França não pontuar mais, o máximo que so islandeses irão conseguir é igualar os gauleses mas perdem no confronto direto (duas derrotas por 0-1 e 0-4). Se os turcos vencerem em solo gaulês, também garantem, desde já, o apuramento ao Euro2020, se a Islândia não vencer.

A Espanha também pode selar o apuramento na terça-feira em Estocolmo, onde defronta a Suécia. A seleção de 'Nuestros Hermanos' lidera o Grupo F com 19 pontos, mais cinco que a Suécia e mais seis que a Roménia. Uma vitória dá o apuramento a Espanha mas um empate pode chegar, caso não haja vencedores no Roménia-Noruega.

Sergio Ramos em ação na partida com a Noruega
Sergio Ramos em ação na partida com a Noruega créditos: EPA/TORE MEEK

De resto, Bélgica, Polónia, Rússia e Itália já garantiram o apuramento para a fase final do Europeu de 2020. Os russos foram ao Chipre golear por 5-0, em jogo do Grupo I, com golos de Denis Cheryshev (09 e 90+2 minutos), Magomed Ozdoev (23), Artyom Dzyuba (79) e Aleksandr Golovin (89), e garantiram, desde já, pela quinta vez consecutiva, a presença na fase final de um Europeu.

A Bélgica, que já tinha garantido o apuramento na quinta-feira, foi ao Cazaquistão vencer por 2-0, neste domingo, com golos de Michy Batshuayi e Thomas Meunier, mantendo-se na liderança do Grupo I (24 pontos. Depois, surgem a Rússia (21 pontos), Chipre (10 pontos), Escócia (nove pontos), Cazaquistão (sete pontos) e São Marino (0 pontos).

Já a Polónia derrotou em casa por 2-0 a Macedónia do Norte (que contou com o sportinguista Stefan Ristovski a titular, tendo sido substituído aos 81 minutos), no Grupo G, carimbando também o passaporte para a competição que vai decorrer em 12 cidades europeias. Os golos dos polacos foram apontados por Przemyslaw Frankowski (74 minutos) e Arkadiusz Milik (80).

Holanda, Alemanha e Croácia adiam apuramento para novembro

Neste domingo, a Áustria foi à Eslovénia vencer com um golo solitário de Stefan Posch aos 21 minutos, consolidando o segundo lugar do Grupo G. Neste agrupamento, a Polónia lidera com 19 pontos, depois vem a Áustria com 16 pontos, a Macedónia do Norte e a Eslovénia, ambas com 11 pontos, Israel tem oito pontos e a Letónia está no último posto, ainda sem pontos.

Por seu turno, a Alemanha foi vencer à Estónia por 3-0, apesar de ter ficado com apenas 10 homens a partir dos 14 minutos, depois de Emre Can ter visto um cartão vermelho direto por falta à entrada da sua área. Depois de uma primeira parte sem golos, os germânicos adiantaram-se no marcador aos 51 minutos por intermédio de Ilkay Gundogan, médio do Manchester City, que 'bisou' no encontro seis minutos depois. Timo Werner, avançado do Leipzig - adversário do Benfica na Liga dos Campeões -, foi lançado no jogo aos 66 minutos e marcou o terceiro tento apenas cinco minutos depois, aproveitando um lançamento milimétrico de Gundogan, o homem do jogo.

Festejos da seleção da Holanda
Festejos da seleção da Holanda créditos: Maurice van STEEN / ANP / AFP

Antes, também no Grupo C, já a Holanda tinha vencido na deslocação à Bielorrússia (2-1), com Georginio Wijnaldum, médio do Liverpool, a fazer balançar as redes em duas ocasiões (32' e 41'), e Stanislav Dragun a fazer o tento de 'honra' para os da casa. A 'laranja mecânica' lidera o agrupamento com 15 pontos, os mesmos que a Alemanha, estando a Irlanda do Norte em terceiro com 12 pontos. Depois, a Bielorrússia tem quatro pontos e a Estónia soma apenas um ponto.

No Grupo E, o País de Gales e a Croácia empataram a uma bola, com Nikola Vlasic a adiantar os croatas aos nove minutos, mas com o inevitável Gareth Bale a repor a igualdade aos 45+3. A Croácia segue em primeiro do agrupamento com 14 pontos, seguida pela Hungria, que tem 12 pontos, depois de ter batido em casa o Azerbaijão por um golo sem resposta, marcado por Mihaly Korhut aos 10 minutos de jogo. Seguem-se-lhes a Eslováquia (10 pontos), o País de Gales (oito pontos) e o Azerbaijão, que tem apenas um ponto.

Tudo sobre o Euro2020: notícias, calendários, classificações

*Artigo corrigido e atualizado. A Inglaterra só se apuraria em caso de vitória e derrota do Kosovo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.