Autor do segundo golo frente ao Luxemburgo, Cristiano Ronaldo falou da substituição no último jogo da Juventus e da sua condição física.

Seleção

"É sempre importante e um orgulho representar a Seleção, ainda por cima com golos que nos ajudaram a qualificar. Tínhamos dois jogos que tínhamos de ganhar. Estou muito feliz, por termos ganhado, pelo apuramento, por ser o meu quinto Europeu."

Dificuldades com o relvado

"É difícil jogar nestes campos...um campo de batatas. Não sei como é possível seleções deste nível jogarem em campos desta qualidade. O espectáculo não foi bonito. Fizemos o nosso trabalho, era o campo onde tínhamos de jogar, ganhamos 2-0 e isso era a prioridade."

Favoritos ao Euro 2020

"O objetivo era passarmos, era estarmos qualificados para o Europeu. Há uma temporada longa. Muitos jogadores vão crescer, por isso é passo a passo. O Europeu é só daqui a alguns meses. Os candidatos são sempre os mesmos. Não é por termos ganhado em 2016 que somos os favoritos. Vamos para o Europeu para tentar ganhar outra vez. Favoritos são todos os outros."

Comentário de Danilo

"Sou português com muito orgulho, ganhei um Europeu, Liga das Nações. Não trocava a minha nacionalidade por nenhuma. Fico feliz por ele ter dito isso. O Brasil é das melhores seleções do Mundo, Portugal não está no top-3, mas batemo-nos com qualquer uma."

Polémica em Itália

"Nas últimas três semanas, tenho vindo a jogar limitado. Não houve polémica, vocês é que criam polémica. Não gosto de ser substituído, mas tenho jogado limitado nas últimas 3 semanas, tentei ajudar a Juventus, mesmo jogando lesionado. Ninguém gosta de ser substituído, mas entendo porque não estava bem. Continuo a não estar a 100% mas quando é para sacrificar pelo clube ou seleção eu faço-o com todo o orgulho porque sei que havia muitos jogos em disputa. Na Juventus, o Inter está a fazer muita pressão. Estamos dois pontos à frente, mas não podemos dar mole porque se empata ou perde, eles passam à frente e eu sacrifiquei-me. Na seleção, se nao ganhássemos 1 de 2 jogos, podíamos estar fora. Sacrifiquei-me tambem pela seleção. Nunca tive grandes lesões. Faço 50 ou 60 jogos por ano, mas uma vez ou outra pode acontecer um imprevisto. É uma dor que me impede de estar a 100%. Tento ajudar sempre. Meteram muita polémica neste assunto, sem ter que ver. Devia haver uma pessoa, principalmente o treinador ou eu, mas sabem que não falo muito na imprensa. Ganhámos. A Juventus está em 1.º, qualificámo-nos e vou estar a 100% o mais rápido possivel."

100.º golo pela Seleção vai ser contra quem?

"É difícil dizer, o golo 100 vai aparecer de forma natural. Todos os recordes que tenho vindo a bater. Os recordes são para bater. Vão acontecer de uma forma natural."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.