José Mourinho abordou a atuação da arbitragem do Tottenham - Manchester City, nomeadamente do vídeoárbitro.

O português considera que o VAR têm prejudicado os Spurs e que não entende os erros cometidos pelo VAR, afirmando que o vídeoárbitro tem tempo para não cometer erros e rever os lances, algo que Mourinho compara... a jogar Playstation.

"Os erros no campo... Eu faço erros. Os jogadores cometem erros. Os árbitros também podem cometer erros. Eu não aceito erros cometidos pelo vídeoárbitro (VAR). Porque quando jogo Playstation não faço erros. Eu só faço erros quando estou no banco. Quando estava a fazer comentários na televisão, nunca cometi um erro. Eu cometo erros quando estou aqui. É o mesmo com os árbitros. Eles podem enganar-se e eu tenho total respeito por eles. Porque é muito, muito difícil. [Decisões] A 200 milhas por hora... Mas eles têm todo o tempo no VAR e é mais difícil de aceitar, estamos a ser muito prejudicados pelas decisões do VAR", disse.

Na conferência de antevisão à repetição da partida frente ao Southampton para a Taça de Inglaterra, Mourinho deixou ainda 'farpas' a Jurgen Klopp que não esteve no banco na repetição do jogo do Liverpool para aproveitar a pausa de inverno na Premier League.

"O Jurgen Klopp é o Jurgen Klopp. Ele faz o que quer. Faz o que a direção do clube quer que ele faça e permite que faça e faz o que as regras permitem ou não fazer. Ele faz o que quer", disse em referência ao onze de 'reservas' que os 'reds' fizeram alinhar frente ao Shrewsbury.

"Se me perguntar se prefiro jogar amanhã [quarta] ou ter os rapazes já de férias... Eu prefiro jogar amanhã. Porque se estivessemos de férias significava que tinhamos sido eliminados no primeiro jogo em Southampton. É melhor empatar, é um esforço extra para os rapazes", concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.