O selecionador português de futebol feminino, Francisco Neto, afirmou hoje que a sua equipa tem que ser “mais competitiva” se quiser fugir ao último lugar da Algarve Cup, no duelo de terça-feira com a Suécia.

“Temos de ser mais competitivos. Frente à Itália e à Bélgica, não conseguimos apresentar o nível desejado durante os 90 minutos, só em determinadas fases do jogo. Temos que dar um passo em frente nesse sentido. Ser mais competitivos, mostrar foco e organização durante os 90 minutos. Isso é que nos permitirá estar mais próximos das vitórias”, defendeu Francisco Neto.

O treinador de 38 anos falava aos jornalistas na antevisão do encontro de atribuição do sétimo e oitavo lugares da competição frente à seleção sueca, terceira classificada no último Mundial.

“A Suécia tem jogadoras com um potencial individual enorme, mas valem muito pelo coletivo. No que respeita ao estilo de jogo, apresenta uma dinâmica ofensiva muito interessante, com capacidade para jogar tanto por dentro como por fora. Além disso, são capazes de jogar bem pelo chão e pelo ar, por isso fizeram um Mundial tão bom", explicou.

No primeiro jogo, Portugal foi derrotado pelo Itália e sofreu novo desaire perante a Bélgica (1-0). O mesmo aconteceu com a Suécia, frente à Alemanha (1-0) e Dinamarca (2-1).

Este será o 13.ª encontro entre Portugal e Suécia, com a seleção nacional a somar duas vitórias e 10 derrotas.

O jogo está agendado para as 20:00, no Estádio Algarve.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.