O Sporting de Braga venceu hoje o Benfica por 2-1, em jogo da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal feminina de futebol, em que o Benfica teve mais ocasiões, mas as 'arsenalistas' foram mais eficazes.

Darlene inaugurou o marcador para o Benfica (25), num remate de fora da área, mas o Sporting de Braga conseguiu a 'cambalhota' no marcador com golos de Jana (38) e Ágata Filipa (68).

Com este resultado, o Sporting de Braga, líder do campeonato nacional, coloca-se em vantagem na eliminatória, ao vencer na casa do Benfica, e impôs às 'águias' a primeira derrota da época.

Os primeiros minutos da partida foram inteiramente dominados pelo Benfica, que no primeiro quarto de hora teve oportunidade de inaugurar o marcador em três ocasiões, com Darlene, Evy Pereira e Sílvia Rebelo a revelarem falta de eficácia no momento decisivo.

Totalmente remetido ao seu meio-campo na primeira metade da primeira parte, o Sporting de Braga espreitou o ataque pela primeira vez aos 23 minutos, com Francisca a rematar para fora uma bola mal aliviada pela defesa do Benfica.

Aos 25, Darlene inaugurou o marcador para as 'águias'. A brasileira aproveitou uma bola que sobrou para a entrada da área após um canto e, de primeira, rematou para o fundo da baliza de Rute Costa.

Numa das poucas vezes em que se aproximou da baliza 'encarnada', aos 38 minutos, o Sporting de Braga chegou ao empate. Na sequência de um canto, Dani Neuhaus falhou a interceção e Jana, defesa das minhotas, encostou de cabeça para o 1-1.

Já em tempo de compensação, Darlene esteve perto de recolocar o Benfica em vantagem, mas a guarda-redes Rute Costa não se deixou enganar, depois de mais um bom trabalho individual da brasileira.

O intervalo fez bem às jogadoras do Sporting de Braga, que entraram na segunda parte mais pressionantes sobre a bola e a tirar ao Benfica o espaço que teve para construir no primeiro tempo. Ainda assim, a primeira ocasião da segunda metade voltou a pertencer às 'águias', aos 57, com Geyse a rematar contra Jana, depois de assistência de Darlene.

O momento do jogo estava guardado para o minuto 68, com Ágata Filipa a fazer a reviravolta no marcador na marcação de um canto direto. A bracarense surpreendeu toda a gente, colocou a bola no segundo poste e fez o 2-1 para o Sporting de Braga, com um golo olímpico.

Aos 79, Laura Luís, acabada de entrar, podia ter acabado com o jogo. Dani Neuhaus, com um passe desastrado, colocou a bola nos pés da jogadora bracarense, mas a avançada deslumbrou-se e rematou fraco e à figura da guardiã brasileira.

Até final, o Benfica instalou-se no meio-campo do Braga, esteve perto do empate por Maiara, num cabeceamento que passou a rasar o poste, mas as 'arsenalistas' aguentaram a pressão 'encarnada' e seguraram a vitória em casa do rival.

Com este triunfo por 2-1, o Sporting de Braga está em vantagem na eliminatória, que se vai decidir em 20 de abril, no jogo da segunda mão, em Braga.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.