O jornal espanhol El Confidencial revela nesta sexta-feira novos dados relativos ao acidente que tirou a vida a José Antonio Reyes no passado dia 1 de junho.

Segundo a mesma fonte, os primeiros detalhes dos resultados preliminares da investigação levada a cabo pelas autoridades espanholas revelam que acidente pode ter sido provocado por negligência de uma oficina a que o carro onde o antigo jogador do Benfica seguia foi levado dias antes.

A mesma publicação cita um relatório da Equipa de Reconstrução de Acidentes de Tráfego da Guardia Civil que descreve que o ex-internacional espanhol não usava o Mercedes Bravus S550 há alguns meses.

Reyes terá pedido ao seu irmão, Jesús, que levasse a viatura à revisão, uma vez que teria de realizar uma longa viagem até Almendralejo, onde o Extremadura - clube onde atuava - iria jogar.

A revisão terá detetado problemas num pneu, pelo que Jesús Reyes acabou por levar o carro a uma oficina, que, por sua vez, instalou uma jante, que, apesar de ter sido vendida como nova, seria, na verdade, "usada e em mau estado".

O El Confidencial escreve também que a jante em causa teria uma pequena fissura, o que levou a que se partisse no momento em que José Antonio Reyes perdeu o controlo do carro.

A elevada velocidade a que o veículo seguia - cerca de 237 km/h - na altura do acidente é vista como "residual", uma vez que, se a jante estivesse em bom estado "as consequências jamais teriam sido tão graves".

O acidente que vitimou Reyes e um primo do avançado espanhol, de 23 anos, e deixou ferida com gravidade uma terceira pessoa, ocorreu às 11:40 do dia 1 de junho (10:40 em Lisboa), numa autoestrada entre Sevilha e Utrera, localidade onde nasceu, tendo o carro em que circulava sofrido um despiste, incendiando-se de seguida, de acordo com a agência EFE.

Reyes, que atuou esta temporada no Extremadura, da segunda divisão espanhola, jogou no Benfica na época 2008/09, por empréstimo do Atlético de Madrid, tendo disputado 35 jogos e marcado seis golos ao serviço da equipa lisboeta, pela qual conquistou a Taça da Liga, tendo marcado um golo na final, frente ao Sporting.

O avançado, que tem 21 internacionalizações pela seleção de Espanha, nas quais marcou quatro golos, conquistou por cinco vezes a Liga Europa e venceu uma Supertaça europeia, tendo-se ainda destacado no Arsenal, no qual conquistou um título de campeão inglês e uma Taça de Inglaterra.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.