Os argentinos do Boca Juniors completaram na quinta-feira as meias-finais da 59.ª edição da Taça Libertadores de futebol, a ‘Champions’ da América do Sul, ao eliminarem os brasileiros do Cruzeiro.

Depois do triunfo em casa por 2-0, os vencedores de seis edições da prova (1977, 1978, 2000, 2001, 2003 e 2007) asseguraram o apuramento com um empate 1-1 no Brasil, selado aos 90+3 minutos, com um golo de Cristian Pavón.

Os brasileiros ainda se adiantaram no jogo, aos 58 minutos, com um tento de Sassá, ficando a um de igualar a eliminatória, mas a sua tarefa complicou-se aos 81, quando Dede viu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Nas meias-finais, que pela primeira vez na história – desde 1960 – só vão ter equipas argentinas e brasileiras -, o Boca Juniors vai defrontar outra equipa do Brasil, o Palmeiras, do ex-selecionador luso Luiz Felipe Scolari.

O conjunto ‘canarinho’ assegurou o apuramento na quarta-feira, ao vencer em casa o Colo Colo por 2-0, com tentos de Dudu e do colombiano Miguel Borja, repetindo o resultado que havia conseguido na visita ao Chile.

Na outra meia-final, defrontam-se os brasileiros do Gremio de Porto Alegre, detentor do título, e os argentinos do River Plate, que se qualificaram-se na terça-feira.

Depois do triunfo fora por 2-0, o conjunto brasileiro goleou em casa os argentinos do Atlético Tucumán por 4-0, enquanto o River Plate recebeu e bateu os compatriotas do Independiente por 3-1, após o ‘nulo’ na primeira mão.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.