A cumprir a segunda temporada ao serviço do Al-Hilal - a primeira como atleta contratualmente ao clube árabe, depois da cedência do Benfica na época passada - André Carrillo concedeu uma longa entrevista ao jornal saudita Arriyadiyah na qual explicou o processo da transferência para o clube árabe.

"Já tinha acordado tudo o que me dizia respeito com o Al-Hilal, mas parte das negociações eram com o Benfica, já para não falar da minha participação na Copa América e as férias no final da época", começou por dizer o internacional peruano, em declarações citadas pelo jornal O Jogo.

"O que aconteceu foi um atraso e os clubes precisavam de tempo para negociar tudo perfeitamente (...) O meu desejo era continuar nesta equipa", afiançou Carrillo, antes de confessar que Jorge Jesus, técnico que o tinha orientando no Sporting, foi fundamental para a sua mudança para a Arábia Saudita.

"O que me fez querer jogar no Al-Hilal foi a presença de Jorge Jesus, o treinador, que supervisionava tudo na equipa e que já me tinha treinado na Liga portuguesa", concluiu o extremo de 28 anos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.