A Confederação Sul-americana de Futebol (CONMEBOL) recusou na quinta-feira à proposta da federação norte-americana (USSF) para organizar uma taça continental em 2020, com seleções da América do Sul e do Norte.

A falta de autorização pela FIFA e a calendarização da Copa América de 2020, em local a designar, tornaram “impossível para a CONMEBOL e para os seus membros aceitar” esta proposta, escreveu o presidente da confederação, Alejandro Dominguez, numa resposta, por escrito, ao líder da USSF, o luso-descendente Carlos Cordeiro, à qual a AFP teve acesso.

O organismo norte-americano pretendia organizar uma taça continental com as 10 seleções da América do Sul e as seis melhores do norte, pertencentes à CONCACAF, reproduzindo o formato da Copa América do centenário, disputada em 2016, em várias cidades dos Estados Unidos.

Alejandro Dominguez acrescentou ainda que a proposta norte-americana “chegou pouco tempo depois de, em janeiro de 2019, a CONCACAF ter rejeitado o convite da CONMEBOL para participar na edição de 2020 da Copa América”.

Segundo o jornal New York Times, a taça continental proposta pela USSF deveria atribuir cerca de 200 milhões de dólares (cerca de 176 milhões de euros) a cada um dos participantes, com o vencedor a arrecadar 11 milhões de dólares (aproximadamente 9,6 milhões de euros).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.