Um futebolista do Besiktas e um funcionário do clube turco estão infetados com covid-19, revelou hoje o emblema de Istambul, em que atua o defesa esquerdo português Pedro Rebocho.

Em comunicado, o clube explicou que, na sexta-feira, efetuou testes a todos os jogadores, treinadores e funcionários e registou dois casos positivos, mas não revelou o nome do jogador infetado com o novo coronavírus.

O Besiktas acrescentou que tanto o futebolista como o funcionário foram prontamente colocados em quarentena.

Formado nas escolas do Benfica e antigo jogador do Moreirense, aos 25 anos, Rebocho está a cumprir a primeira temporada no Besiktas, por empréstimo dos franceses do Guingamp, e tem como colegas de equipa algumas figuras que passaram pelo futebol português, como o maliano Diaby (cedido pelo Sporting), o norte-americano Tyler Boyd (ex-Vitória de Guimarães e Tondela) e o brasileiro Douglas (ex-Benfica).

Na última quarta-feira, o presidente da Federação Turca de Futebol (TFF) anunciou que a Liga turca vai ser retomada a partir de 12 de junho, quase dois meses de sido suspensa, devido à pandemia da covid-19.

No primeiro escalão turco atuam 13 jogadores portugueses, incluindo o campeão europeu Ricardo Quaresma (Kasimpasa).

A prova foi interrompida após a 26.ª jornada, numa altura em que Trabzonspor, de João Pereira, e Basaksehir estavam empatados na frente, com mais três pontos do que o campeão Galatasaray.

Com a declaração de pandemia, em 11 de março, inicialmente alguns eventos desportivos foram disputados sem público, mas, depois, começaram a ser cancelados, adiados – nomeadamente os Jogos Olímpicos Tóquio2020, o Euro2020 e a Copa América – ou suspensos, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais de todas as modalidades.

Os campeonatos de futebol de França e Países Baixos foram, entretanto, cancelados, enquanto países como Alemanha, Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal preparam o regresso à competição.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 274 mil mortos e infetou mais de 3,9 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de 1,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.126 pessoas das 27.406 confirmadas como infetadas, e há 2.499 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.