A FIFA pretende reforçar a ajuda no combate à pandemia da covid-19 e para isso vai arrecadar fundos através da organização de um jogo de futebol que será realizado “assim que a saúde o permitir”.

“Estamos comprometidos em organizar um evento global para arrecadar fundos assim que a situação da saúde o permitir, mesmo que ainda tenhamos que esperar alguns meses”, disse o presidente, Gianni Infantino, em comunicado.

O organismo que rege o futebol mundial já contribuiu com 9,2 milhões de euros para a Organização Mundial de Saúde (OMS) e agora pretende fomentar “uma iniciativa global que visa acelerar o desenvolvimento, a produção e o acesso internacional equitativo às tecnologias essenciais de saúde para combater o coronavírus (diagnóstico, tratamento, vacina)”.

Uma vez que a covid-19 continua a impor muitas restrições em viagens a nível mundial, nem a data nem o local possível deste jogo foram especificados.

"Vários cenários e projetos estão a ser estudados atualmente", acrescentou o ex-internacional francês Youri Djorkaeff, presidente da Fundação FIFA.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Os campeonatos de futebol de França, Países Baixos, Bélgica e Escócia foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede em Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 04 de junho, depois de a Liga alemã ter sido retomada no sábado.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 315.000 mortos e infetou mais de 4,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,7 milhões de doentes foram considerados curados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.