Raymond Domenéch, antigo selecionador de França, comentou hoje a saída de Gonzalo Higuaín da seleção argentina. O avançado de 31 anos nasceu em Brest, em França, e por ter dupla nacionalidade chegou a ser chamado por Domenéch à seleção francesa.

"Tudo o que ele tinha de fazer era ter escolhido a França. Digo isto meio a rir, mas acredito que muitas vezes ele se questiona se tomou a decisão certa. Tinha tudo para ser um jogador decisivo e garanto que ele era o titular indiscutível no EURO2008 e Mundial2010. Podia ter tido outra carreira a nível internacional", atirou o antigo selecionador, em entrevista ao 'L'Équipe'.

Recorde-se que em 2006, Raymond Domenéch chamou Gonzalo Higuaín à seleção francesa, mas o jogador, que na altura representava o River Platou, não aceitou.

Gonzalo Higuaín, que jogou no River Plate, Real Madrid, Nápoles, Juventus, AC Milan e, desde janeiro, no Chelsea, representou a Argentina em três edições do Campeonato do Mundo (2010, 2014 e 2018) e noutras três da Copa América (2011, 2015 e 2016).

Nesse período, a seleção argentina perdeu a final do Mundial2014, perante a Alemanha, antes de ser derrotada nas decisões da Copa América de 2015 e 2016, ambas no desempate por grandes penalidades, frente ao Chile.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.