A FIFA condenou hoje o Cardiff a pagar ao Nantes seis milhões de euros da transferência do futebolista argentino Emiliano Sala, que morreu num acidente de avião quando viajava para o País de Gales.

Após a morte do avançado argentino, em 21 de janeiro de 2019, o Cardiff suspendeu o pagamento de uma primeira prestação de seis milhões de euros (ME), de um valor total da transferência de 17,3 ME, que tinha sido acordado antes do acidente.

O Nantes recorreu para a FIFA, que recomendou que os dois clubes chegassem a um acordo, que não se verificou e motivou a decisão hoje anunciada pelo organismo regulador do futebol mundial.

Os dois clubes têm agora um prazo de 10 dias para recorrer da decisão para o Tribunal Arbitral do Desporto.

Emiliano Sala morreu no dia 21 de janeiro num acidente de avião, quando o monomotor Piper Malibu que o transportava de Nantes para Cardiff deixou de comunicar com a torre de controle por volta das 20h00. A 7 de fevereiro, depois de vários dias de buscas, as autoridades britânicas localizaram e recuperaram o corpo encontrado no avião, submerso no Canal da Mancha.

Depois da morte do atacante, o Cardiff decidiu não pagar uma primeira parcela de seis milhões de euros. A operação tinha sido aprovada pelas autoridades do futebol antes do acidente.

O ponta de lança, de 28 anos, que representava o Nantes desde 2015 e que em 2018/2019 marcou 13 golos em 21 jogos pela equipa francesa, tinha acabado de assinar pelos galeses do Cardiff, equipa da Primeira Liga inglesa, e fazia a viagem de França para Gales.

Na sua carreira, Emiliano Sala passou pelos portugueses do FC Crato, dos campeonatos distritais, antes de seguir para França, onde representou o Bordéus, o Orléans, Chamois Niortais, Caen e Nantes.

A FIFA condenou hoje o Cardiff a pagar ao Nantes seis milhões de euros da transferência do futebolista argentino Emiliano Sala, que morreu num acidente de avião quando viajava para o País de Gales.

Após a morte do avançado argentino, em 21 de janeiro de 2019, o Cardiff suspendeu o pagamento de uma primeira prestação de seis milhões de euros (ME), de um valor total da transferência de 17,3 ME, que tinha sido acordado antes do acidente.

O Nantes recorreu para a FIFA, que recomendou que os dois clubes chegassem a um acordo, que não se verificou e motivou a decisão hoje anunciada pelo organismo regulador do futebol mundial.

Emiliano Sala morreu aos 28 anos, num acidente de avião, que desapareceu dos radares na noite de 21 de janeiro, sobre o Canal da Mancha, pouco tempo depois de se ter transferido do clube francês para o Cardiff.

O corpo do avançado argentino foi encontrado nos destroços do avião e recuperado em 07 de fevereiro, mais de duas semanas após o desaparecimento da aeronave, perto na ilha de Guernsey.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.