Gustavo Quinteros foi hoje destituído do cargo de selecionador do Equador por se negar a renunciar, segundo a Federação Equatoriana de Futebol (FEF), que já apontou o argentino Jorge Célico como o seu substituto provisório.

Através de um comunicado, a FEF explicou que esta medida foi adotada devido a facto de Quinteros não querer renunciar ao cargo, quando faltam 23 dias para os dois últimos jogos de qualificação para o Mundial2018, na Rússia, frente ao Chile e à Argentina.

“Quinteros ignorou os pedidos da atual direção da FEF e do seu presidente Carlos Villacís, nos quais se apelava à sua sensibilidade para nos dar a liberdade de realizar as trocas necessárias na seleção”, refere a FEF.

No comunicado, o organismo também refere que “Quintero não cumpriu a meta que tinha fixado: ganhar três dos restantes jogos para não depender de outros resultados para se qualificar para o Mundial2018, na Rússia".

Quintero teve um começo forte no comando da seleção equatoriana, com quatro triunfos consecutivos, mas acabou por cair para o oitavo lugar, com 20 pontos, ficando com reduzidas hipóteses de qualificação.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.