A justiça alemã anunciou hoje o arquivamento do processo por alegada fraude contra três antigos dirigentes do futebol germânico por alegada corrupção na atribuição do Mundial de 2006 à Alemanha.

O Ministério Público tem agora uma semana para solicitar a reabertura do processo contra os ex-presidentes da federação alemã Wolfgang Niersbach e Theo Zwanziger, e contra Horst Rudolf Schmidt, ex-vice-presidente do comité organizador do Mundial2006.

Os três homens são suspeitos de terem apresentado uma declaração de impostos falsa, para esconder um fundo de 10 milhões de francos suíços (cerca de 6,7 milhões de euros).

Segundo o semanário alemão Der Spiegel, que revelou o caso em 2015, esse fundo terá sido usado para comprar votos para atribuir à Alemanha a organização do Mundial2006.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.