Em entrevista ao francês L´Équipe, a mãe de Emiliano Sala quebrou o silêncio e falou pela primeira vez da morte do filho na sequência de um acidente de avião no Canal da Mancha.

Mercedes Taffarel aponta o dedo ao Cardiff e diz mesmo que o clube britânico se terá que responsabilizar pelos 17 milhões de euros, valor devido pelo emblema ao Nantes.

"O Emiliano assinou em frente à imprensa, em frente de toda a gente, por isso têm de pagar. Se vejo isto como um sinal de desrespeito para com a minha família? Sim, penso que sim. Teria sido diferente se não tivesse assinado", disse, mostrando-se revoltada pela situação.

“Claro que estão a realizar a sua própria investigação para descobrir o que aconteceu, parece-me lógico, mas têm de honrar a palavra. A assinatura dele não pode ser apagada. Estou zangada, sim, isso é certo. Não tomaram conta dele”, acrescentou.

Sobre a sua opinião sobre o acidente, a mãe do jogador preferiu não se alongar, preferindo esperar pelo resultado das investigações.

"Quero justiça para o Emiliano...Estamos à espera de perceber por quê e como morreu. Em que circunstâncias morreu e se houve negligência do aeroporto, do piloto ou do empresário. Apenas quero justiça para o meu filho. Se alguém cometeu um erro, tem de pagar.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.