O Manchester City não olha a meios para tentar reverter a decisão da UEFA, que puniu o clube inglês com dois anos de ausência das competições europeias por incumprimento das regras do fair play financeiro.

De acordo com o jornal britânico Mirror, os 'citizens' contrataram os serviços de David Pannick, advogado que ficou conhecido por travar o Brexit em duas ocasições, em representação de Gina Miller, empresária e ativista britânica.

A mesma fonte acrescenta que o Manchester City terá de pagar cerca de 20 mil libras por dia (perto de 24 mil euros) a Pannick, de 63 anos, que em 2008 recebeu o título de 'barão'.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.